SEXO CASEIRO 1

GOSTARIA QUE UM MACHO FIZESSE ISSO COM A MINHA ESPOSA


Sra Aburus

SOMOS

Somos um casal de bem com a vida,apaixonados,simples, maduros, com filhos maravilhosos, em busca de casais com idade compatível com a nossa, homens acima de 30 anos e mulheres para sexo com sigilo e cumplicidade. Não gostamos de parceiros que tratam as esposas alheis como putas baratas, pois elas não são. Entre quatro paredes gostamos de sexo prazeroso e com cumplicidade. Havendo afinidade, no auge do climax, ela gosta de ouvir palavras quentes e ousadas, palavras que a excitem.
Buscamos acima de tudo, conhecer e fazer amizade com:
- Homens com mais de TRINTA ANOS ;
- Mulheres FEMININAS;
- Casais MADUROS (Ele/Ela);
- Casais MADUROS (Ele/Ele) ;
- Casais (Ela/Ela)
Para, após um contato inicial onde vamos ver nossas afinidades, exibicionismo, sexo a dois, swing e ménage, sexo grupal. Somos iniciantes, com muitas fantasias, e estamos querendo realizar todas que a imaginação permitir, sem aberrações, sado ou violências de qualquer espécie. Queremos formar um grupo de amigos para festas regadas com muito "leite".



OS FOFOS TAMBÉM AMAM

OS FOFOS TAMBÉM AMAM
Ah... Esse espelho estratégicamente colocado... Dá uma vontade.

FOFOS TAMBÉM AMAM

PORQUE É TÃO DIFÍCIL SE VER "GORDINHOS" SE AMANDO, PORQUE SÁO SEMPRE SARADOS, OS BARRIGAS DE TANGUINHO QUE SE APRESENTAM NO MSN? POR ACASO OS"GORDINHOS" NÃO TEM DESEJOS, NÃO SENTEM TESÃO? CLARO QUE SIM! VAMOS LÁ, ESSE É UM ESPAÇO PARA FOFINHOS, MADUROS, NEGROS, MULATOS, PARDOS, AMARELOS, ATÉ PARA OS VERMELHOS, MAS QUE NÃO SEJAM DE RAIVA. RSRSRS BEIJOS A TODOS

A "Senhorinha"

A "Senhorinha"
A alegria não está nas coisas, está em nós!

DESEJO NÃO TEM IDADE...

DESEJO NÃO TEM COR, NÃO TEM PESO, NÃO TEM CREDO!
APENAS TRÊS COISAS NA VIDA NUNCA VOLTAM ATRÁS: A FLECHA LANÇADA, A PALAVRA PRONUNCIADA E A OPORTUNIDADE PERDIDA.
VOCÊ VAI DEIXAR PASSAR A OPORTUNIDADE?





Páginas

quarta-feira, 7 de abril de 2010

TEMPOS MODERNOS

“As experiências sexuais anteriores de uma mulher são seu maior tesouro quando o assunto é sedução, dentro do relacionamento”. O homem seguro de seu poder sexual gosta de ser ameaçado, pois isso constrói ainda mais poder para ele, e desse modo à própria mulher se beneficia com isso. Vejam a seguir um exemplo extraído de um diálogo do best seller “Culpa e Prazer” da autora Lora Leigh:
-Meus maiores orgasmos não foram com você Antoine...
-O que quer dizer com isso?
-Nada... Apenas isso. Simplesmente isso. A verdade.
-Continue.
-Tive um namorado turco chamado Fashid.Seu pênis era grande e espesso.Ficava ereto por muito tempo e me preenchia totalmente.Acho que aquela dureza insistente e o ritmo dos quadris potentes de Fashid faziam algo em mim explodir.Meu gozo vinha do fundo da alma.
-Você nunca me falou dele Anna...
-Ele ejaculava no meu rosto, na minha boca e sobre meu corpo como uma fonte de leite quente e viril. Nunca vi tanto assim...
-O que acha do meu pênis Anna. Seja sincera.
-Eu amo seu pênis. Ele é pequeno e tem um aspecto carinhoso. Acima de tudo seu pênis está ligado ao seu corpo, que está ligado ao seu espírito. Fashid me amava como um leão, mas sempre teve a alma de uma hiena.
-Quer dizer que não o deseja mais?
-Eu o desejo com minha pele, minha boca e minhas carnes. Não há como não desejar um prazer daquele Antoine. Aliás, desejo cada um que me fez sentir prazer. Não tive uma legião de homens, mas escolhi bem os que me possuíram
-Eu gostaria de vê-la gozando assim tão intensamente...
-Eu sei. Você é meu corno... Meu corninho. Eu te amo Antoine
-Quero ser traído Anna... Quero ser casado com uma vagabunda..
-Antoine querido, como sempre, seu desejo é uma ordem.
Assim como uma ponte que vai sendo reforçada nas bases conforme a pressão da força das águas vai aumentando, o homem que sabe de seu poder sexual edifica bases psicológicas cada vez mais sólidas a cada vez que é intimidado ou provocado pelas lembranças e preferências da parceira. Ou seja, de certo modo, num relacionamento ousado, adulto e saudavelmente aberto,quando a mulher abre sua caixa de memórias sexuais e mostra que outras pessoas já foram melhores amantes e insinua o tabu sobre o tamanho dos pênis de outros homens,ela está dando imenso material para o parceiro reforçar suas bases de poder. É assim que ele resiste às tempestades de provocações da sensual parceira. Podem notar que Antoine propõe à Anna um adultério consentido e ela prontamente assume a persona da mulher infiel e insaciável. Vale notar que isso demonstra que existe um forte senso de controle de Antoine sobre Anna. Acho que desse modo fica explícito o caráter inseguro e submisso dos homens ciumentos e o poder que os maridos liberais vão ganhando sobre suas parceiras. Não é a toa que os casamentos liberais ao redor do globo têm sido mais felizes e duradouros do que os tradicionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário