SEXO CASEIRO 1

GOSTARIA QUE UM MACHO FIZESSE ISSO COM A MINHA ESPOSA


Sra Aburus

SOMOS

Somos um casal de bem com a vida,apaixonados,simples, maduros, com filhos maravilhosos, em busca de casais com idade compatível com a nossa, homens acima de 30 anos e mulheres para sexo com sigilo e cumplicidade. Não gostamos de parceiros que tratam as esposas alheis como putas baratas, pois elas não são. Entre quatro paredes gostamos de sexo prazeroso e com cumplicidade. Havendo afinidade, no auge do climax, ela gosta de ouvir palavras quentes e ousadas, palavras que a excitem.
Buscamos acima de tudo, conhecer e fazer amizade com:
- Homens com mais de TRINTA ANOS ;
- Mulheres FEMININAS;
- Casais MADUROS (Ele/Ela);
- Casais MADUROS (Ele/Ele) ;
- Casais (Ela/Ela)
Para, após um contato inicial onde vamos ver nossas afinidades, exibicionismo, sexo a dois, swing e ménage, sexo grupal. Somos iniciantes, com muitas fantasias, e estamos querendo realizar todas que a imaginação permitir, sem aberrações, sado ou violências de qualquer espécie. Queremos formar um grupo de amigos para festas regadas com muito "leite".



OS FOFOS TAMBÉM AMAM

OS FOFOS TAMBÉM AMAM
Ah... Esse espelho estratégicamente colocado... Dá uma vontade.

FOFOS TAMBÉM AMAM

PORQUE É TÃO DIFÍCIL SE VER "GORDINHOS" SE AMANDO, PORQUE SÁO SEMPRE SARADOS, OS BARRIGAS DE TANGUINHO QUE SE APRESENTAM NO MSN? POR ACASO OS"GORDINHOS" NÃO TEM DESEJOS, NÃO SENTEM TESÃO? CLARO QUE SIM! VAMOS LÁ, ESSE É UM ESPAÇO PARA FOFINHOS, MADUROS, NEGROS, MULATOS, PARDOS, AMARELOS, ATÉ PARA OS VERMELHOS, MAS QUE NÃO SEJAM DE RAIVA. RSRSRS BEIJOS A TODOS

A "Senhorinha"

A "Senhorinha"
A alegria não está nas coisas, está em nós!

DESEJO NÃO TEM IDADE...

DESEJO NÃO TEM COR, NÃO TEM PESO, NÃO TEM CREDO!
APENAS TRÊS COISAS NA VIDA NUNCA VOLTAM ATRÁS: A FLECHA LANÇADA, A PALAVRA PRONUNCIADA E A OPORTUNIDADE PERDIDA.
VOCÊ VAI DEIXAR PASSAR A OPORTUNIDADE?





Páginas

sábado, 1 de maio de 2010

SEMPRE PRONTA PARA O PRAZER!!!


TENHO 36ANOS, MORENA,HIGIENICA, MUITO SIMPATICA, E EXTROVERTIDA. HUM... DIGAMOS QUE SOU COMPLETA E LIBERAL. ADORARIA CONHECER ELES, ELAS,CASAIS E DUPLAS DELES.SOU BEM CARINHOSA E SAFADA QUANDO A OCASIÃO PERMITE. ADORO SEXO, SEM RESTRIÇÕES, FINALIZANDO COM O ORAL BEM GULOSO E MOLHADO!



Sexo no Elevador


Eu tinha acabado de voltar de uma noite de bebedeira,Eu e Ele. Quando nós chegamos à porta de seu edifício, nossas mãos se entrelaçaram, umas sobre as outras. Felizmente para nós, seu prédio possuia um elevador, antigo, daqueles que tem uma porta de grade que tem que ser puxada para que se possa acessá-lo. Sete pavimentos, sete lances de escada, vinte e quatro apartamentos. Ás três horas da manhã, quem andaria tal qual um zumbi controlando os corredores, fiscalizando o elevador? Ninguém! Apertamos o botão e ficamos ali, nos sentindo mutuamente, enquanto esperávamos o elevador chegar no térreo.
Quando entramos, queriamos que ele decolasse, iniciasse um longo vôo. Então, Eu apertei o botão... O botão pra parar o elevador e empurrei Ele contra a parede. Em um movimento rápido, Eu me abaixei, puxei as calças dele até o joelhos. Calça e cueca, e comecei a trabalhar naquele pau duro que apontava, tal qual uma seta, para meu rosto. Envolvi a carne rosada com meus lábios,cuspi em torno dele e acariciei o eixo. Parecia uma rocha, duro, pronto.
Enquanto me sentia como a atriz do filme Garganta Profunda, com o pau dele todo enfiado na boca,puxei minha calcinha para baixo e, dois dedinhos mais afoitos foram brincar com meu bichinho de pelúcia. O bichano estava molhado,pronto para seu pau. Foi ai que Ele tomou as rédeas da coisa, agarrou minha cabeça e começou a me foder a boca, fazendo seu pau ir ainda mais fundo.
Após poucos minutos, Ele me puxou e me jogou contra a parede do elevador. Por sorte era madrugada, certamente ninguém ouvira o barulho do choque do meu corpo contra a parede revestida com fórmica. Ele me levantou e Eu abri as pernas. Molhada do jeito que eu estava, foi fácil seu pau deslizar para dentro da minha buceta. De repente, a campainha do elevador tocou. Ele ignorou o irritante soar daquela maldita campainha. Sorte minha, pois Ele começou a perfurar minhas carnes com seu pau duro, de forma rápida. Eu respirava com dificuldade, tentando recuperar o fôlego a cada impulso.
Ele precisava gozar rápido, assim, segurou minha bunda com força, apertando minhas carnes com seus longos dedos finos. Enlacei Ele com minhas pernas,apertando sua cintura.A campainha tocou, e Ele mais rápido, mais e mais rápido, bombando minhas carnes ao som da campainha do elevador. Mais e mais, e como por encanto, senti o primeiro jato quente banhando meu sexo, depois outro e mais outro. Uma paz interior invadiu meu ser, só quebrada pelo soar da campainha do elevador.
Nos limpamos com minha calcinha e puxamos a grande, liberando a porta para sairmos. Iratamos de fechar a grade para liberar o elevador para o irritadinho que não parava de apertar o botão da campainha. Descemos um andar pelas escadas e entramos no apartamento dele, deixando o susto passar, a adrenalina baixar, antes de nos livrarmos das roupas e nos entregarmos a uma madrugada de luxuria e prazer.

BORDEL DA Sra ABURUS II



A bela bunda que com arte se remexe
Pode te dar tudo, menos pena
Não coloque um olhar de surpresa
Ao ver a bunda sobre a mesa
Há bundas redondas e tentadoras
Harmoniosas em formato de coração
Bundas duras e bem formadas
Que me aniquila a razão. Quem disse que um cu não tem poesia?
Neste mundo tudo se pode rimar
Até ele, que para uns é porcaria
Pra outros é onde buscam harmonia...
Tua bunda...
Ruptura involuntária de tua carne,
Geometria que escapa a seu desejo,
Território delimitado por meus sonhos,
Ponto de encontro de minhas madrugadas de insônia
Quando sinto em meu corpo
A necessidade de passar minhas mãos nuas
E desenhar em ti, o mapa de meus sentimentos.
Tua bunda...
Curvas geminadas tão sugestivas,
Rima soneto Incandescente
Cântico investido em uma voz sem timbre,
Brotos tenros da ortodoxia inquestionável,
Pétalas liberadas pelo meu toque,
Emancipação violenta do seu eu exterior,
Que se torna moldável entre meus dedos,
Que a concepção do meu desejo supremo.
Tua bunda...
Vai e vem que me estimula quando andas,
Mimoso balanço que me aniquila,
Feroz conjugação de amor e desejo,
Assunção de teu corpo com minha ânsia,
Arquitetura febril que me assombra
Quando, finalmente se apóias sobre meu sexo,
E expandes meu universo que te aguarda
Mitigando a dor de meus sentidos
Tua bunda...
Carnes onde habitam meus anseios,
Orbitam transposição oculta,
Panorâmica, imprescindível,
Sugestão de meus sentidos,
Refugio acolhedor,
Frenesi sensual de minhas manhãs.
Quando, ainda adormecida
Inicio o simples processo
De acariciar tuas nádegas
Junto ao ardor de meu sexo.

BORDEL DA Sra ABURUS I

Meu amor e todos os seus amigos sempre me trataram muito bem, mesmo depois que me tornei uma puta, eu nao perdi o seu respeito. Mas agora é assim que eles me tratam.
Me agarram pelos cabelos, quando querem foder minha boca. Empurram minha cabeça contra suas virilhas, indo fundo na minha garganta.
Me prendem lá por um longo tempo. Uma vez livre do sufoco, quando tiram seus paus de minha boca, tento respirar. É rápido, pois logo tornam a empurrar. Às vezes, é difícil recuperar o fôlego.
Mas eu resisto, quero provar a doce quentura da porra,lamber seus paus.Meu macho, meus machos...
Seu pau na minha bunda não é suficiente, ele tem que enfiar um dedo na minha buceta. No fundo da minha buceta.Mas fazer o quê? Eu adoro isso. Eu realmente amo ele!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Devassa Paixão

Sou uma escorpiana que pensa, que sente, que deseja, que ama, que afirma, que nega, que duvida e acima de tudo que VIVE... Resumindo, sou uma pessoa quase NORMAL... Sou, talvez, a visão que alguém sonhou. Alguém que veio ao mundo para me ver, e que nunca na vida me encontrou!

By Sra Aburus
Quero sentir novamente
Meus dedos penetrando tua intimidade
Acariciando teu ponto do prazer
Provocando teus instintos
Te levando ao delírio…
Quero sentir novamente
Minha boca abocanhando teus seios
Te fazendo tremer
Te excitando ao ponto de gemer…
Quero sentir novamente
Minhas mãos percorrendo teu corpo
Redesenhando tuas curvas
Acendendo ainda mais o teu fogo…
Quero sentir novamente
A refrescância de minha língua
Inundando tua menina
A deixando molhadinha…
Quero sentir novamente
Meu menino incandescente
Entrando na tua boca
Te fazendo engasgar
Engolindo seu liquido quente
Sem nada desperdiçar…
Quero sentir novamente
Meu membro pecaminoso
Te possuindo ferozmente
Com toda a sua ginga
Te fazendo berrar
Pedindo para eu não parar…
Quero sentir novamente
Meu garoto safado
Aprofundando teu buraquinho proibido
Te fazendo sentir um remix de dor e prazer
Cujo o qual tu nunca imaginaste gostar
Mas que te fiz viciar
Te fazendo enxergar que no sexo
Não existe pudor, somente desejo e amor…
Quero sentir novamente
Você ALPS...

By Sr Aburus

Estou...


... de volta gente.

Andei ausente, tanto daqui como da nossa página no PerfilReal, pois andei um pouco "amolada", com uns enjôos, chamando o hugo, desmaiando. Pois é... Os exames deram positivos, sete semanas... Pronto, é isso...

Powered by BannerFans.com

terça-feira, 27 de abril de 2010

APERTANDO O CINTO...




Depois da "marolinha", mensalão da cueca, abril vermelho, AeroLula Force 51, parece que a casa caiu. O Lugo quer dar o golpe no Paraguai,o Chavez e o "Cocaleiro" já deram os seus, e o nosso presidente passeando com:Oh Dilmaaaaaaaaaaaaaa... Cheguei!
Com a possibilidade do Serra ganhar a próxima eleição,o "des"Governo Lula anda falando em crise, em descontinuidade das "conquista" de seu governo, como:Vale Lona pro MST, vale Pilula do Dia Seguinte,vale Bolsa de Estudo pros Afro-Descendente. É, a crise vai chegar e afetar o País.
Loucura, loucura... Até o ministro da Saúde, que nunca disse coisa com coisa, que nunca fez nada pela saúde do "Bananão", andou dando conselho em horário nobre na televisão: mandou a patuléia fazer exercícios, mais sexo... Uebaaaaaaaaa.
Depois dessa, quem vai dar ouvidos pro "Quality", digo, Mantega? Chega de Brasileiros e Brasileiras, apertem o cinto, pois... Ah, achavam que eu ia digitar que o piloto sumiu, é? Sumiu nada, ele anda viajando com o Jonhy Lula Walker, mas por via das dúvidas eu vou me precaver para uma possível crise.

E ai?

Eu vou apertar o meu, e VOCÊ?

domingo, 25 de abril de 2010

DESEJO

A MINHA MÃO TOCOU A DELE E SENTI UMA COISA TÃO GOSTOSA
SEMPRE IMAGINEI COMO SERIA SEGURAR AQUELA MÃO MACIA
AGORA SABIA...
ESTAVAMOS DE MÃOS DADAS E MEU CORPO SENTIA O CALOR DA MÃO DELE
SENTI UMA ALEGRIA E UMA VONTADE LOUCA DE SENTIR MAIS DO QUE SÓ AQUELA MÃO
FOMOS ANDANDO DE MÃOS DADAS ATÉ O CARRO DELE
ELE DIRIGIU SEM FALAR NADA
SABIA QUE FAZIA ALGUM TEMPO QUE ELE TAMBÉM SENTIA VONTADE DE ESTAR A SÓS COMIGO
DE ME BEIJAR E SENTIR MEU CORPO
AGORA TERIA ESSA OPORTUNIDADE
PAROU O CARRO NA RUA ESCURA
SEM DIZER NADA ME BEIJOU
BEIJOU COM INTENSIDADE, COM VONTADE, SENTINDO MEU CORPO QUEIMAR DE DESEJO
NEM ACREDITEI QUE ESTAVAMOS JUNTOS ASSIM, UNIDOS POR UM BEIJO
UM BEIJO QUE ME TIROU O FOLEGO
UM BEIJO ARDENTE E SUAVE
EU SENTI OS LÁBIOS DELE
ERAM MELHORES DO QUE SEMPRE SONHEI
ERAM MACIOS E O BEIJO ERA PERFEITO, MOLHADO, INTENSO, PROFUNDO...
UMA DELÍCIA.O MELHOR BEIJO QUE JÁ HAVIA EXPERIMENTADO.NÓS REALMENTE TINHAMOS UMA QUÍMICA FORA DE SÉRIE.
ELE FOI FICANDO CADA VEZ MAIS EXCITADO.NÃO QUERIA PARAR SÓ NAQUELE BEIJO.ELE APROXIMOU SUAS MÃOS DOS MEUS SEIOS, QUE AINDA ESTAVAM VESTIDOS E OS ACARICIOU SOB O VESTIDO.EU GEMIA E BEIJAVA, COM MAIS VONTADE
ELE AOS POUCOS, FOI ME DESNUDANDO.TOCOU MEUS SEIOS,BRINCOU COM MEUS MAMILOS ENTRE OS DEDOS.HUUUMM...QUEM PODERIA IMAGINAR QUE AQUELE MENINO SABIA EXATAMENTE DO QUE EU GOSTAVA?ELE ME DEIXOU LOUCA DE TESÃO
NÃO ESTAVA MAIS AGUENTANDO,QUERIA QUE ELE ME PENETRASSE LOGO,QUE APAGASSE O FOGO QUE ME CONSUMIA.ELE LEVOU A BOCA ATÉ MEUS SEIOS,BEIJOU, SUGOU-OS COM VONTADE.DO NADA, ERGUEU MEU VESTIDO E ABAIXOU MINHA CALCINHA.AQUELES DEDOS ERAM MÁGICOS.
ELE SABIA ONDE TOCAR.EU ME REMEXIA E RESPIRAVA COM DIFICULDADE.SENTIA QUE ESTAVA TODA MOLHADA.ANTEGOZAVA AO TOQUE DOS DEDOS DELE,E ELE NÃO PARAVA.DEDILHAVA MEU CLITÓRIS EXATAMENTE NO PONTO MAIS SENSIVEL,ME DEIXANDO LOUCA.
QUE LOUCURA, IRIA GOZAR A QUALQUER MOMENTO.ELE MEXIA OS DEDOS COM MOVIMENTOS DE VAI E VEM NO MEU PEQUENO BOTÃO ENRIJECIDO.QUANDO PERCEBEU QUE EU GOZAVA, AUMENTOU A PRESSÃO,ME PENETROU COM OS OUTROS DEDOS E EU,QUE ESTAVA MUITO MOLHADA, SENTI SEUS DEDOS ESCORREGAREM PARA DENTRO COM FACILIDADE
HUMMM...
COMO EU ESTAVA MOLHADA E QUENTE
ELE SENTIU UM TESÃO INCRÍVEL QUANDO COLOCOU DOIS DEDOS DENTRO.SEU PAU JÁ DURO, SE CONTRAIU, E ELE SENTIU QUE LOGO GOZARIA NAS CALÇAS SE NÃO FIZESSE ALGO.TIROU AS CALÇAS RAPIDAMENTE E ME PENETROU.
QUE DELÍCIA. SENTI SEU PAU ESCORREGANDO PARA DENTRO DA MINHA GRUTA APERTADA, MOLHADA E QUENTE.ELE NÃO FEZ NENHUM MOVIMENTO MUITO BRUSCO, POIS ESTAVA NO AUGE DE SUA EXCITAÇÃO.NÃO QUERIA GOZAR AINDA. QUERIA APROVEITAR O MÁXIMO POSSÍVEL AQUELA GOSTOSA SENSAÇAO.FICOU PARADO DENTRO DE MIM, MASSSAGEANDO MEU CLITORIS ATÉ ME FAZER GOZAR.
DELÍCIA!
ELE SENTIU MINHAS CONTRAÇÕES, MEUS MÚSCULOS APERTANDO SEU PAU.NÃO SABIA SE AGUENTARIA MUITO MAIS,MAS SENTIU EU GOZANDO.GOZANDO GOSTOSAMENTE NO SEU PAU!
GEMI...
ELE SENTIU SEU PAU SER APERTADO EM UM RITMO DELICIOSO E FORTE. MINHA BUCETA QUASE ESTRANGULOU-O.SENTI QUANDO ELE COMEÇOU A ME ESTOCAR FORTEMENTE, MAS O TESÃO, O PRAZER QUE SENTI FOI AINDA MAIS FORTE.TÃO FORTE O TESÃO QUE SENTI, TÃO GRANDE ,QUE EXPLODI DE DESEJO.QUERIA GOZAR, ME ACABAR NO SEU PAU.
ELE QUERIA JORRAR TODO SEU GOZO NA MINHA BUCETA GOSTOSA. ME APERTAVA NOS SEUS BRAÇOS
ME BEIJAVA COM ARDOR. SENTI UM CALOR INSUPORTÁVEL ME QUEIMANDO.UMA SENSAÇÃO MARAVILHOSA ME INVADINDO. SEU PAU PARECIA ESTOURAR.SENTI A CABEÇA AUMENTAR, ELE ENTRANDO E SAINDO NUM RITMO RÁPIDO, ALUCINANTE.
AGORA SÓ O QUE IMPORTAVA ERA CHEGAR AO EXTASE.GOZEI VÁRIAS VEZES.LEVANDO OS DEDOS DELE ATÉ A MINHA BOCA, SIMULEI QUE FAZIA SEXO ORAL COM SEUS DEDOS.ISSO FOI DEMAIS E ELE GOZOU DENTRO DE MIM.

Beijo



"Se uma mulher se vestisse só para um homem, com certeza não demoraria tanto tempo ."





'Beijemo-nos, apenas...'
Não. Beijemo-nos, apenas,
Nesta agonia da tarde.
Guarda
Para um momento melhor
Teu viril corpo trigueiro.
O meu desejo não arde;
E a convivência contigo
Modificou-me - sou outro...
A névoa da noite cai.
Já mal distingo a cor fulva
Dosa teus cabelos - És lindo!
A morte,
devia ser
Uma vaga fantasia!
Dá-me o teu braço: - não ponhas
Esse desmaio na voz.
Sim, beijemo-nos apenas,
Que mais precisamos nós?
Já fui ordinária
Fui requintada
Fui tímida
Misturei poesia com putaria
Gemi
Gritei
Urrei
Mordi o travesseiro
Rasguei lençóis
No carnaval, a areia foi minha cama.