SEXO CASEIRO 1

GOSTARIA QUE UM MACHO FIZESSE ISSO COM A MINHA ESPOSA


Sra Aburus

SOMOS

Somos um casal de bem com a vida,apaixonados,simples, maduros, com filhos maravilhosos, em busca de casais com idade compatível com a nossa, homens acima de 30 anos e mulheres para sexo com sigilo e cumplicidade. Não gostamos de parceiros que tratam as esposas alheis como putas baratas, pois elas não são. Entre quatro paredes gostamos de sexo prazeroso e com cumplicidade. Havendo afinidade, no auge do climax, ela gosta de ouvir palavras quentes e ousadas, palavras que a excitem.
Buscamos acima de tudo, conhecer e fazer amizade com:
- Homens com mais de TRINTA ANOS ;
- Mulheres FEMININAS;
- Casais MADUROS (Ele/Ela);
- Casais MADUROS (Ele/Ele) ;
- Casais (Ela/Ela)
Para, após um contato inicial onde vamos ver nossas afinidades, exibicionismo, sexo a dois, swing e ménage, sexo grupal. Somos iniciantes, com muitas fantasias, e estamos querendo realizar todas que a imaginação permitir, sem aberrações, sado ou violências de qualquer espécie. Queremos formar um grupo de amigos para festas regadas com muito "leite".



OS FOFOS TAMBÉM AMAM

OS FOFOS TAMBÉM AMAM
Ah... Esse espelho estratégicamente colocado... Dá uma vontade.

FOFOS TAMBÉM AMAM

PORQUE É TÃO DIFÍCIL SE VER "GORDINHOS" SE AMANDO, PORQUE SÁO SEMPRE SARADOS, OS BARRIGAS DE TANGUINHO QUE SE APRESENTAM NO MSN? POR ACASO OS"GORDINHOS" NÃO TEM DESEJOS, NÃO SENTEM TESÃO? CLARO QUE SIM! VAMOS LÁ, ESSE É UM ESPAÇO PARA FOFINHOS, MADUROS, NEGROS, MULATOS, PARDOS, AMARELOS, ATÉ PARA OS VERMELHOS, MAS QUE NÃO SEJAM DE RAIVA. RSRSRS BEIJOS A TODOS

A "Senhorinha"

A "Senhorinha"
A alegria não está nas coisas, está em nós!

DESEJO NÃO TEM IDADE...

DESEJO NÃO TEM COR, NÃO TEM PESO, NÃO TEM CREDO!
APENAS TRÊS COISAS NA VIDA NUNCA VOLTAM ATRÁS: A FLECHA LANÇADA, A PALAVRA PRONUNCIADA E A OPORTUNIDADE PERDIDA.
VOCÊ VAI DEIXAR PASSAR A OPORTUNIDADE?





Páginas

sábado, 1 de maio de 2010

BORDEL DA Sra ABURUS II



A bela bunda que com arte se remexe
Pode te dar tudo, menos pena
Não coloque um olhar de surpresa
Ao ver a bunda sobre a mesa
Há bundas redondas e tentadoras
Harmoniosas em formato de coração
Bundas duras e bem formadas
Que me aniquila a razão. Quem disse que um cu não tem poesia?
Neste mundo tudo se pode rimar
Até ele, que para uns é porcaria
Pra outros é onde buscam harmonia...
Tua bunda...
Ruptura involuntária de tua carne,
Geometria que escapa a seu desejo,
Território delimitado por meus sonhos,
Ponto de encontro de minhas madrugadas de insônia
Quando sinto em meu corpo
A necessidade de passar minhas mãos nuas
E desenhar em ti, o mapa de meus sentimentos.
Tua bunda...
Curvas geminadas tão sugestivas,
Rima soneto Incandescente
Cântico investido em uma voz sem timbre,
Brotos tenros da ortodoxia inquestionável,
Pétalas liberadas pelo meu toque,
Emancipação violenta do seu eu exterior,
Que se torna moldável entre meus dedos,
Que a concepção do meu desejo supremo.
Tua bunda...
Vai e vem que me estimula quando andas,
Mimoso balanço que me aniquila,
Feroz conjugação de amor e desejo,
Assunção de teu corpo com minha ânsia,
Arquitetura febril que me assombra
Quando, finalmente se apóias sobre meu sexo,
E expandes meu universo que te aguarda
Mitigando a dor de meus sentidos
Tua bunda...
Carnes onde habitam meus anseios,
Orbitam transposição oculta,
Panorâmica, imprescindível,
Sugestão de meus sentidos,
Refugio acolhedor,
Frenesi sensual de minhas manhãs.
Quando, ainda adormecida
Inicio o simples processo
De acariciar tuas nádegas
Junto ao ardor de meu sexo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário